domingo, 29 de abril de 2012

Miguel Esteves Cardoso sobre as "raparigas do Norte"

''As raparigas do Norte têm belezas perigosas, olhos impossíveis. Têm o ar de quem pertence a si própria. Andam de mãos nas ancas. Olham de frente. Pensam em tudo e dizem tudo o que pensam. Confiam, mas não dão confiança. Acho-as verdadeiras. Acredito nelas. Gosto da vergonha delas, da maneira como coram quando se lhes fala e da maneira como podem puxar de um estalo ou de uma panela, quando se lhes falta ao respeito. São mulheres que possuem; são mulheres que pertencem. As mulheres do Norte deveriam mandar neste país. Têm o ar de que sabem o que estão a fazer."

6 comentários:

Mia disse...

eheh apesar de não ser do Norte gosto tanto do MEC que me rendi ao texto...

http://pegadafeminina.blogspot.pt/

melody disse...

O MEC acerta sempre no que diz. Gosto tanto de o ler. Tanto! *

vanessa disse...

Ai Miguel Esteves Cardoso...*

Marta Pinto de Miranda disse...

são viciantes os textos deles. E sou metade do Norte...quem sabe ele não tenha razão ;))

aproveito para te convidar a participar nos passatempos a decorrer no meu blog*

um beijinho
marta
marcasporamor.com

Harmony disse...

Sou nortenha, mas não me revejo muito na descrição. Sou demasiado tímida e contida para tal. Mas sim, conheço mulheres dessas, destemidas e confiantes, poderosas, de vários pontos do país. :)

Rosie disse...

Acho que muito do que está aqui escrito se aplica a muitas mulheres nortenhas :)